Base Conceitual

Sobre o Modelo de Gestão estruturado pela Ponce & Associados

Ver o universo num grão de areia… (William Blake).

O Modelo Tekowam de Gestão foi desenvolvido por Getúlio Ponce Dias a partir das teses de Stafford Beer, Jorge Chapiro, Edith Deutsh de Chapiro, Francisco Pisa e uma equipe de profissionais que colaboram para o Consórcio. O modelo permanece coerente com as principais teses que lhe deram origem, é dinâmico, mas vive em constante mutação.

Com base na Biologia, Cibernética, Ecologia, Macroeconomia, Marketing, Política, Psicologia e Sociologia, dentro de um claro referencial ético, o Modelo Tekowam de Gestão se vale do que de melhor alguns modelos de administração oferecem, facilitando a reformulação constante das abordagens, sem perder a consistência de que as organizações necessitam para serem rentáveis e viáveis.

Hoje, o Modelo tekowam de Gestão se constitui em um corpo prático de conhecimentos aplicados, testado e aprovado em várias situações e realidades empresariais.

Comprovadamente, ele permite um manejo mais apropriado das organizações que dependem de alta interação com o mercado.

Mas o que é um manejo apropriado?

Consideramos um manejo apropriado aquele cujas ações estejam voltadas para o cliente e suas necessidades, dentro de um elevado padrão ético.

E o que é um elevado padrão ético?

Para nós, um elevado padrão ético será sempre aquele que atenda a quatro princípios que consideramos fundamentais:

1. Respeito ao ecossistema;

2. Resguardo da integridade física do ser humano;

3. Respeito às características individuais das pessoas;

4. Consideração às demandas – de longo prazo – de todos os envolvidos na cadeia produtiva;

5. Respeito aos valores da cultura onde está atuando.

É nesse cenário de valores que o Modelo Tekowam de Gestão se propõe a ser um modelo integrador, além de estar em permanente estado de mudança.

Para as Organizações, o uso do Modelo cria condições excepcionais para a operação descentralizada, com aumento da eficácia dos controles centrais. Com um desenho específico dos sistemas de controle, através dele induz o autocontrole nas unidades, contribuindo decisivamente para a manutenção da identidade requerida e a indução dos comportamentos gerenciais necessários para mantê-la.

Nesse sentido, ele ainda oferece uma técnica específica para tratamento dos papéis e a conseqüente definição da estrutura. Tudo isso garante mudanças mais rápidas na ponta de linha, com uma tendência a redução relativa dos gastos fixos.

Em sua configuração atual, o Modelo Tekowam de Gestão cria condições privilegiadas para se operar uma empresa com marketing total, isto é, aonde todas as áreas vão descobrindo e atualizando seu foco na direção dos objetivos estratégicos da empresa para atuar no mercado segmentado por sua alta direção.

Para os Dirigentes, criam-se as melhores condições para que o profissional fique mais apto para o mercado de trabalho e, certamente, pronto para o próximo passo da organização. Nesse cenário, os dirigentes passam a perceber e interagir de forma mais adequada com seus clientes, assumindo maiores riscos, dominando custos.

O Modelo Tekowam de Gestão dispõe de meios adequados para ajustar à lógica das estruturas e dos controles que estejam sendo utilizados, levando ainda a assumir o ônus da atuação descentralizada. Dessa forma eles acabam praticando naturalmente o auto desenvolvimento, deixando assim de focar o desenvolvimento nas demandas atuais da organização e criando permanente prontidão para o futuro cujas demandas tendem a acontecer hoje.